Ailton Vilela Primo
Prosas, versos e crônicas frutos de uma alma inquieta e livre.
Textos
O CORAL
Um bem-ti-vi cantou forte

Do alto de uma paineira

Acordou uma rolinha, sua vizinha

Somaram-se então os gritos

Dos periquitos

Duas araras passam desfilando

Aquarelas voadoras,

Levando encanto aos quatro cantos

Alegre homem, me levanto,

Mas já não canto

Quisera poder cantar

Para juntar-me ao coral dos felizes

Dos alheios aos deslizes e desacatos

Dos insensatos…

AVP-23/03/2021
Al Primo
Enviado por Al Primo em 23/03/2021
Comentários
Site do Escritor criado por Recanto das Letras