Ailton Vilela Primo
Prosas, versos e crônicas frutos de uma alma inquieta e livre.
Textos
OPOSTOS
Ao choro descontrolado

Se opõe sorriso sereno

A grandeza do meu sonho

Torna o impossível pequeno

O amor se opõe ao desprezo

Menosprezo ao bem querer

Indiferença ao desejo

O sol inveja meus olhos

No momento em que te vejo

Queria parar o tempo

E desligar-me do espaço

Para ficar para sempre

No calor do seu abraço

Coisas que não se controlam

São caprichos da razão

Eu não entendo o destino,

Se quero porquê não posso?

Morar no seu coração.

AVP-18/03/2021
Al Primo
Enviado por Al Primo em 18/03/2021
Comentários
Site do Escritor criado por Recanto das Letras